O site que corre com você

Siga-nos

Em 11 jul, 2016

COLUNA DO TAURO: CORRENDO NA ESTEIRA

Olá, corredores!

Em períodos conturbados, onde o nosso clima não colabora para que possamos executar nossos treinos ou então localidades que não favorecem a corrida ao ar livre, escrevo esse texto para deixar algumas dicas de como manter seus treinos. Não deixem de fazer alguma atividade por esse motivo. Para isso existem as academias, estúdios de treinamento funcional, pilates, etc. É importante que se exercitem. Fazendo qualquer treinamento: força, pliometria, piscina (quente, é claro), circuitos, etc. Já está valendo.

Nos dias de chuva, conciliado com frio, uma exposição durante um treino de corrida pode ser arriscado, prejudicial à saúde. Portanto os atletas que investem em treinos complementares a corrida em locais fechados podem levar certa “vantagem” em relação aos demais, por poder utilizar aquele espaço para dar uma corridinha na esteira ou solicitar ao instrutor algum treino alternativo para que sua consciência não fique tão pesada.
Mas pra quem tem alguma sessão prescrita pelo seu treinador, onde consta rodagem, tiros, fartlek, e ainda o pace que se deva fazer, seu treino não está de todo perdido!!!

correr na esteira

Seu treinador prescreveu uma rodagem de 8 quilômetros a 5’30” p/km (5 minutos e 30 segundos por quilômetro). Aí choveu e tu vai para a esteira e fica pensando: “que velocidade eu programo???”
Faça assim:

Primeiro divida 60 minutos pelo pace proposto para aquele dia. Lembrando que estamos falando em minutos, portanto 0.5 não é 50, mais sim 30 SEGUNDOS. 5’30” é igual a 5.5 minutos. 4’20” são 4.33 minutos.
Então: 60/5.5 = 10,9 km/hora
Quer dizer que o atleta tem que correr 8km na esteira a 10.9 km/hora.

Outros exemplos:
4’20” na rua são 13.8 km/hora na esteira: (60/4.33)
6’15” na rua são 9.6 km/hora na esteira: (60/6.25)
3’45” na rua são 16 km/hora na esteira: (60/3.75)

Claro, a esteira não deve ser a rotina de treino, e sim um recurso. Sem contar que esses aparelhos raramente são precisos ou fidedignos a velocidade que indicam no visor. Mas antes um treino feito na esteira, do que o atleta que visa um bom rendimento e uma determinada competição alvo ficar em casa vendo TV.

Alguns valores: (Cada casa decimal equivale a 6 segundos). Eles serão o número após a vírgula no campo “velocidade” da esteira que você for correr. Como na esteira não há duas casas após a vírgula, será necessário um arredondamento, por parte do corredor.

6 segundos = 0.1minuto
10 segundos = 0.17minuto
15 segundos = 0.25minuto
20 segundos = 0.33minuto
25 segundos = 0.41minuto
30 segundos = 0.5minuto
35 segundos = 0.58minuto
40 segundos = 0.66minuto
45 segundos = 0.75minuto
50 segundos = 0.83minuto
55 segundos = 0.92minuto

Espero ter auxiliado de alguma forma, pois muitos atletas não costumam fazer esses cálculos para executar seus treinos no ritmo mais parecido possível com o que foi acertado com o seu professor.
Um abraço e bons treinos!!!

  • Por pracorrer  1 Comentários   6

    1 Comentários

    Por Cleo Martellet em
    • 12 jul 2016
    Responder  
    Muito bom Tauro! Excelente! Acho uma boa alternativa usar a esteira! Aumento normalmente 10% do pace de planilha para compensar!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *